Inteligência Socioambiental Estratégica da Indústria do Petróleo na Amazônia

  Efeitos Benéficos do Pólo Industrial de Manaus sobre a conservação da floresta será tema de encontro em Brasília

Desenvolvimento Sustentável. Este é o tema principal do encontro entre pesquisadores do Instituto de Inteligência Socioambiental Estratégica da Amazônia (I-Piatam), da Universidade Federal do Amazonas (UFAM), Universidade Federal do Pará (UFPA), ambientalistas e deputados federais do Amazonas e Maranhão que compõe a Frente Parlamentar Ambientalista. O assunto será discutido durante um café da manhã que acontece no dia 02 de setembro, às 8:30h, na Câmara dos Deputados, em Brasília.

No encontro, será apresentado o livro “Impacto Virtuoso do Pólo Industrial de Manaus sobre a proteção da floresta Amazônica: Discurso ou Fato?” organizado pelos professores doutores: Alexandre Rivas, José Aroudo Mota e José Alberto da Costa Machado, do Instituto Piatam e do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA). O livro aborda questões referentes à importância no Pólo Industrial de Manaus na conservação ambiental.

Para avaliar esses impactos, foram analisados 400 municípios da região Norte, no período de 2000 a 2006. Dados de atividades econômicas como: pecuária, exploração de madeira, variação demográfica e do Produto Interno Bruto (PIB) e os investimentos públicos, foram considerados no estudo.

Após esse levantamento, os especialistas selecionaram variáveis que indicaram maior índice de desmatamento e as aplicações para medir o impacto do PIM no estado. Na prática, os resultados apresentados foram os seguintes: o PIM reúne aproximadamente 500 empresas, gerando 105 mil empregos diretos. O faturamento dessas empresas no ano de 2008 atingiu a US$ 30 bilhões, um crescimento de 13% em relação ao mesmo período de 2007. O livro comprova, por meio de modelos matemáticos, que esse faturamento contribui para inibir as atividades com maiores potenciais devastadoroes da floresta no Estado do Amazonas.



AltSoluções Interativas