Inteligência Socioambiental Estratégica da Indústria do Petróleo na Amazônia

   Piatam inicia pesquisa inédita na Amazônia

Um dos grandes desafios para a pesquisa na Amazônia é o de encontrar meios eficientes de detectar modificações em ecossistemas tão complexos. Pela primeira vez no estado do Amazonas, os parasitos de peixes serão usados como indicadores de alterações ambientais. A iniciativa é do Projeto Piatam, que faz o monitoramento da produção e transporte de petróleo e gás oriundos da Província de Urucu, em plena Floresta Amazônica, e é atualmente um dos maiores projetos de pesquisa na região.

A Ictioparasitologia, que estuda a fauna de parasitos de peixes, é a mais nova área de pesquisa do Piatam. Em todo o país, só existiam até agora dois grupos desse campo de pesquisa, em Campinas (SP) e Londrina (PR). Os pesquisadores do Piatam pretendem identificar as espécies que podem indicar alterações ambientais, trabalhando integrados com as outras áreas do projeto, como Ecologia de Peixes, Limnologia e Macrófitas.

Os parasitos, que estão presentes em quase todos os níveis da cadeia alimentar, se mostram extremamente sensíveis e respondem rapidamente às mudanças e alterações ambientais. A variação de indivíduos pode, portanto, indicar que o ambiente está comprometido.

A pesquisa em Ictioparasitologia irá, inclusive, ajudar a identificar novas espécies de parasitos na Amazônia. Existem cerca de 3.000 espécies de peixes e estima-se que em cada uma exista pelo menos 15 espécies de parasitos. Contudo, menos de 300 são conhecidas. Ao contrário do que se pensa, eles não são prejudiciais e dificilmente causam a morte de peixes, a menos que haja alguma alteração provocada pela atividade do homem ou da própria natureza.

Estima-se que existam cerca de 45 mil espécies de parasitos e por isso o trabalho dos pesquisadores da área de Ictioparasitologia será feito a longo prazo. Estão programadas atividades de coleta, preparação, fixação, conservação e identificação das espécies, o que ajudará a selecionar as que podem ser os bioindicadores ideais para o estudo.

O Piatam é um grande projeto de pesquisa socioambiental coordenado pela Petrobras e pela Universidade Federal do Amazonas (Ufam), realizado ao longo do trecho do rio Solimões, entre Coari e Manaus. Financiado pela Finep e pela Petrobras, o projeto gera informações de qualidade para a gestão ambiental e o desenvolvimento sustentável da região pesquisada.


Fernando Brancoli, 25/07/2007



AltSoluções Interativas